A regra do jogo muda. E você?

as regras mudam

Regras mudam o tempo todo. Alguns jogos não tem regras muito claras, já outros tem regras demais e outros que parecem não ter regras. Mas o fato é que nessa brincadeira toda você só tem duas escolhas: adaptar-se ou pedir para sair. Pelo menos, vejo desta forma.

Que comecem os jogos!

Recentemente, lancei um desafio gratuito pelo WhatsApp de 21 dias para mulheres empreendedoras transformarem o seu mindset para vender mais, ser mais produtiva e organizar melhor as finanças. Logicamente, elaborei algumas regras. A principal era que a cada semana as participantes receberiam diversas tarefas e que cada uma delas valia pontos. A participante que atingir a maior quantidade de pontos nesses 21 dias, receberá R$ 1.000,00 em prêmios que vão desde gráfica, divulgação da empresa num portal de notícias, mentoria com uma consultora de imagem e estilo e sessões de coaching.

O jogo pode mudar

Entretanto, no meio do caminho, mudei as regras propositalmente para ver como todas se comportavam e já esperava alguma retaliação. Não demorou muito para os questionamentos aparecerem e comecei a analisar as perguntas com muito cuidado, pois o objetivo maior era proporcionar uma reflexão.

O jogo mudou e agora?

Primeiramente, retornei com a regra “original” para que todas continuassem motivadas a terminar o desafio. Porém, deixo algumas reflexões sobre este acontecimento:

  • As regras mudam.
  • Nem sempre tudo é do jeito que queremos.
  • Busque a resiliência.
  • Adaptar-se faz parte da nossa jornada.
  • Caso a regra do jogo mude e não dê para você continuar, aceita que dói menos.
  • Busque a solução e não foque no problema.
  • Não seja vítima da situação, pense em como isso pode ser válido para você.
  • Argumente se tiver algum sentido. Não reclame por reclamar.
  • Questione e em seguida dê uma sugestão.
  • Tenha visão estratégica

Certamente podemos nos sentir prejudicados, querer respostas, e tá tudo bem! Não existe problema em questionar. O problema pode estar em questionar de uma forma vazia e sem objetivos (que não foi o caso das empreendedoras).

Resumindo, devemos sempre ter foco em solucionar e enfrentar os problemas e buscar sempre ser parte da solução.

O que gera resultado é ação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X