Cafeteria se torna point para reuniões e atividades culturais

A Arte Café está localizada no Posto Oasis próximo à Estação Pedro Nolasco

A moradora de Jardim Camburi, Tania Valena  é artista visual e agregou arte e cultura em um ambiente de cafeteria, a Art Café, que também funciona como loja de conveniência e está localizada no Posto Oasis, em Cariacica, em frente a estação de trem Pedro Nolasco. O lugar  se tornou point para reuniões empresariais, exposições de artes, saraus, encontros de amigos, happy hours, entre outras atividades.

“Meu objetivo inicial era oferecer às pessoas que usufruem dos serviços do posto, além de moradores e transeuntes da região, a oportunidade de tomar um café, comer um salgado, bater papo e comprar pequenos produtos de mercearia. Porém, ao abrir a loja surgiu a necessidade de ampliar as vendas. Clientes procuravam carvão, gelo e demandavam de outros produtos. Atualmente oferecemos mais tipos de mercadorias, como uma cerveja artesanal, que é um sucesso, vinda da Cervejaria Lagos, localizada no Rio de Janeiro. A bebida tem sabor bastante agradável. O público que frequenta a Art Café é diversificado, como funcionários do posto e de empresas vizinhas, pessoas que chegam da estação de trem, alunos de escolas, moradores das proximidades, além de grupos de médicos, advogados e mulheres, que se encontram no local para reuniões.  Para os frequentadores é uma espécie de pub, onde podem se sentar confortavelmente. Eles comentam que a cafeteria é uma loja de conveniência diferente de outras, respeita o cliente e tem banheiro bem decorado e espaçoso”.

Tania tem formação em artes visuais na UFES, é artista plástica autodidata, design de interiores e aproveitou toda a sua experiência profissional e criativa para criar o ambiente. Ela lamenta que não há como se sustentar de arte no Brasil.

“Encontrei um espaço triste, antigo e utilizei meu potencial de design de interiores para dar vida ao local.  Fechei meu ateliê de artes em Jardim Camburi e pensei como ficaria sem a arte. O artista necessita criar ou estar onde pode sentir a arte. É uma terapia. Convidei alguns artistas para um encontro na cafeteria. Reuni o artista Francesco Venturelli, que veio da Itália e o carioca Jorge Magalhães, que reside em Vitória/ES. Ambos deixaram seus trabalhos expostos aqui. Também esteve presente o escritor José Stenio Luz, um poeta fantástico, muito inteligente. Fizemos uma troca com a leitura de seus poemas e das artes. Após o evento, recebi visitas de outros artistas e de apreciadores da arte. Além de quadros temos o trabalho de Alzira Bourguignon Prattes que são os aromatizantes, produtos diferentes com boa durabilidade e sem economia de recursos para sua produção”, conta Tania.


Leia também:

Uma feira de artesanato e muitas histórias de vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X