Crônica

Por Renato Mota Vello


Manual do falido moderno

Antes de tudo, preciso falar que essa escrita se trata de uma crônica e que a eventual identificação com a sua vida é mera coincidência.

Em primeiro plano vamos quebrar o cartão de crédito.

O seu, o da sua mulher e os dos seus filhos.

Vamos quebrar todos e, por fim, vamos queimá-los.

Feito isto eu vou perguntar: qual será o próximo vilão de sua vida?

Você poderá pensar: a escola particular.

E se eventualmente for, você está preparado para uma possível mudança para a escola pública?

Ela não estará para você, pois quando se render, não mais existirá vaga.

Trocar de carro? Apague esta ideia. Aliás, use menos, se entregue de corpo e alma à bicicleta.

Pensou em uma roupa cara e elegante? Pense: não precisa disto. Você precisa de estímulo, de autoestima e de atividade. Mexa-se, saia do lugar, rebole e desenrole sua vida, torne-se perigoso.

Atreva-se a pular sobre o abismo, passou da hora de definir suas prioridades.

O que é dispensável? Cerveja? Nem pensar! Vamos tomar em casa, sem milho, sem blitz e sem calor. Convide a mulher, os filhos e os amigos, aproxime-se, aprenda a compartilhar e solidarizar.

Veja seu mundo com seus olhos, dispense o olhar alheio.

Crise? Sim! E ela vai perdurar.Esse registro foi postado em Quero falar e marcado cronica,dividas,falencia,falindo,falir,jardim camburi academia,jardim camburi imoveis,jardim camburi mapa,jardim camburi oficial,prestacao.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X