Técnica de resfriamento trata dores e inflamações


Crioterapia para aliviar a dor pelo frio

Após um trauma, a chamada crioterapia pode ser um passo importante no tratamento. Particularmente eficaz no entorses (torções), contusões musculares e hematomas.

A crioterapia é uma técnica que resfria uma parte do corpo para tratar dores e inflamações. O frio pode ajudar a diminuir a inflamação e para aliviar significativamente a dor, mas há alguns detalhes para fazer este tratamento mais seguro e mais rápido para a recuperação.

A aplicação de gelo causa vasoconstrição dos vasos sanguíneos, o metabolismo celular é retardado e há um declínio na produção de resíduos metabólicos e outras toxinas. O frio protege os tecidos dos efeitos da resposta inflamatória. Finalmente o abaixamento da temperatura no local faz com que ocorra um tipo de anestesia na área da aplicação.

O frio é eficaz na fase aguda da lesão, favorece uma redução de sangramento e edema após trauma. Seu efeito diminui significativamente após cerca de 48 horas, por isso, para reduzir o inchaço e minimizar a inflamação é necessário aplicar o gelo o mais rápido possível após a lesão.

Há riscos de queimaduras da pele quando o tempo de aplicação de gelo é muito longo ou se está em contato direto com a pele. É adequado usar um pano úmido ou contendo o gelo com saco de plástico, aplicando a bolsa diretamente sobre a ferida e mudar frequentemente realizando uma massagem. Não deixá-la somente em uma área, evitando o contato direto e prolongado do gelo, que pode causar outros ferimentos.

Lembre-se de levantar o membro, mantenha a parte ferida acima do nível do coração durante a crioterapia, isso ajudará a reduzir o inchaço. Passado a fase inflamatória através da crioterapia, seu corpo poderá ir mais rápido para a fase de reparação.

Olhe para o relógio! A crioterapia deve ser aplicada até 15 minutos, não mais. Caso contrário, pode causar danos à sua pele. Como mencionado acima, realizar uma massagem para evitar danos na pele e tecidos moles.

Deixe um espaço de tempo livre entre aplicações para permitir que a área aquecer, pelo menos, 45 minutos ou uma hora antes de iniciar uma nova aplicação de gelo. Esse intervalo é necessário para que, num segundo passo, a área danificada receba suprimento sanguíneo suficiente contendo suplementos para iniciar o trabalho para reconstruir a lesão.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X