União de especialidades ajuda a potencializar tratamentos clínicos

anuncio seu espaco

A Fonoaudióloga Rosana Vieira e psicóloga Marina Sforza realizam atendimentos individuais e de forma coletiva, aumentando a eficiência do tratamento de pacientes

Com a finalidade de potencializar o atendimento na área da fonoaudiologia e psicologia, as profissionais Rosana Vieira (fonoaudióloga) e Marina Sforza (psicóloga) se associaram em um espaço, para atendimento das duas especialidades. Elas podem detectar a necessidade de encaminhar pacientes uma para a outra e realizar atendimentos em conjunto.

Segundo Rosana, apesar de cada profissional realizar seus atendimentos de forma independente, em alguns casos, discutem, planejam e executam atividades juntas, pois a parceria auxilia na percepção do paciente de forma mais completa, tornando o trabalho mais amplo e aumenta sua eficiência, de acordo com a necessidade de cada um.

“Atendemos adultos e crianças. No caso da criança, trabalhamos também com a escola (professor e pedagogo) e a família”, diz Marina.

Vinte anos trabalhando com o canto e a fala

De acordo com Rosana Vieira, a fonoaudiologia entrou em sua vida através da música. Cantora desde os 20 anos, Rosana iniciou seus estudos na música e passou a dar aulas particulares de canto e musicalização infantil. Ela conta que começou a perceber alunas que se queixavam de problemas patológicos como: pólipos (pregas vocais), nódulos e fendas e a pediam ajuda para resolver tais questões. Foi quando viu seu caminho profissional se ampliar e estudou fonoaudiologia em uma faculdade.

Seus pacientes são cantores, professores e outros profissionais que utilizam a voz. Além de e crianças e adultos com problemas de Motricidade Orofacial, onde trabalha com as funções de respirar, mastigar, falar, engolir. Ainda, dentro da motricidade, é possível tratar o envelhecimento com atividades que trabalham a musculatura da face. Além de todos os benefícios, os exercícios auxiliam na melhora da estética facial.“No campo da linguagem, meu trabalho tem sido nas áreas de transtornos e dificuldades de aprendizagem, dislexia, transtornos e déficit de atenção (TDA), transtorno e déficit de atenção com hiperatividade (TDAH), gagueira e outras. O trabalho do fonoaudiólogo, geralmente, está ligado a outros profissionais da área da saúde. É interessante quando encontramos profissionais que gostam e se interessam em trabalhar juntos a fim de ajudar na evolução e tratamento de um mesmo paciente”.

Mais saúde mental e superação de conflitos

Com oito anos de experiência na profissão, a psicóloga Marina Sforza atuou em hospitais, trabalhou com saúde mental e recursos humanos. Seu objetivo é ajudar pessoas que necessitam de tratamento psicológico e auxiliar na superação de conflitos, dentre outras dificuldades.

anuncio seu espacoDe acordo com Marina, suas experiências profissionais a possibilitam observar melhor o tamanho do impacto do adoecimento mental das pessoas, as barreiras que enfrentam em suas rotinas, auxiliando na realização de um trabalho que contribua para a superação destes quadros. Para ela, o preconceito e falta de informação rondam a profissão. No entanto, nos últimos anos, com maior publicidade a respeito da prática, esta barreira tem diminuído e mais pessoas buscam a clínica psicológica como um meio de conseguirem melhorar a saúde e obter bem-estar.

“A psicologia me permite, através da troca e da escuta, ajudar outras pessoas. As barreiras da falta de informação e a dificuldade das pessoas colocarem a saúde em primeiro plano, levam a dedicar-me na prática profissional e a ajudar os pacientes a encontrarem sua capacidade de lidar com conflitos, medos, dores da vida e outros problemas. Com a psicologia clínica atendi desde crianças com dificuldades escolares a adultos vivenciando conflitos, adoecimentos psíquicos e aqueles que buscam mudança de vida. A psicologia atua tanto no tratamento de doenças psíquicas como a depressão, ansiedade, bipolaridade, deficit de atenção e hiperatividade (TDAH), autismo e asperge, dentre outras, como na superação de situações de luto, trabalho para mudanças de comportamento, superação de dificuldades e conflitos pessoais ou de relacionamentos. O sujeito tem a oportunidade de se conhecer melhor, entender suas forças e fraquezas e superar as dificuldades inerentes a vida. Quando conheci Rosana, encontrei nela uma profissional aberta à troca. Juntas buscamos observar nossos pacientes e prestar um serviço mais completo visando o seu bem-estar”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X