Você costuma criticar os outros?

Por Viviane Kede


A maneira como conversamos reflete muito quem somos

O que falamos do outro pode revelar aquilo que achamos de nós mesmos e não temos consciência.

O ato de criticar está relacionado a uma emoção negativa que carregamos dentro de nós. Somos tão programados a falar de tudo e de todos que isso se tornou normal na sociedade. Passamos a julgar o tempo todo.

Quem critica demais está mal consigo mesmo, não consegue enxergar nada de bom nos outros e nem em si próprio. São, normalmente, pessoas rigorosas e inflexíveis.

Quem convive com muita crítica pode desenvolver problemas como a depressão e baixa estima. Caso seja sensível e absorva essa energia destrutiva, pode tornar-se alvo de “vampiros energéticos”.

  • Existem algumas formas de lidar com esses “vampiros”, fazendo com que a pessoa não seja tão afetada:
  • Verifique se a crítica é real e aproveite para fazer uma avaliação sobre si mesmo;
  • Não leve nada para o lado pessoal; – Pergunte para si mesmo: porque o que a pessoa falou te incomodou tanto?
  • Não dê tanta importância ao que os outros dizem, ao invés disso acredite em você e em seus pontos positivos.

Para finalizar compartilho neste texto uma informação que li em algum lugar e gostei bastante. Vale a pena fazer uma reflexão:

“Quando a sua sinceridade for capaz de baixar uma autoestima, cale-se. Quando a sua opinião for capaz de desmotivar alguém, cale-se. Quando a sua ‘crítica construtiva’ for capaz de diminuir alguém cale-se. ‘Verdades’ sem empatia são apenas conveniências emocionais para satisfazer o seu egocentrismo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X