Kefir: um probiótico natural e saudável

kefir soro

São muitos os benefícios que o kefir pode proporcionar

Probióticos são bactérias benéficas que melhoram a saúde do intestino facilitando a digestão e a absorção de nutrientes. O kefir tem essa função e muitas outras.

Muitas pessoas desconhecem o Kefir. Um alimento que lembra a coalhada e o iogurte. Esse alimento diferenciado, é um leite fermentado, que podemos cultivar em nossa casa, sendo que é totalmente saudável, com benefícios incontáveis. Kefir é o nome que se dá a uma bebida probiótica fermentada por grãos formados por uma cultura de colônia de bactérias e leveduras. Não se sabe exatamente como e onde surgiram e até hoje ninguém conseguiu produzi-los, senão a partir de um pedaço de uma colônia existente.

Para se produzir kefir é necessário conseguir primeiro os grãos de Kefir, que contém variada flora de microorganismos benéficos ao ser humano. Uma vez obtidos os grãos é possível ter a bebida em casa para sempre, basta cultivá-los de forma adequada. Além disso, eles podem ser guardados em condições especiais por longos períodos quando não estiverem sendo consumidos.

Segundo a Nutricionista Clínica e especializanda em Fitoterapia, Rachel Amélia Canhim Arreco, trilhões de bactérias habitam o intestino humano, e tendem a viver harmonicamente tanto as espécies nocivas quanto as benéficas. Contudo, diversos fatores podem alterar o ambiente intestinal, de modo a viabilizar aumento de bactérias nocivas e redução de bactérias boas. De acordo com ela, os fatores mais comuns são o estresse, alguns tipos de remédios, alimentos, doenças, entre outros.

“Uma forma de viabilizar o restabelecimento do equilíbrio intestinal é por meio do consumo de probióticos, famosos microrganismos também chamados de lactobacillus e bifidobacterium. Os mais comuns são comprados em supermercados (leite fermentado). O Kefir é também um probiótico, considerado um alimento funcional capaz de auxiliar na prevenção não apenas de doenças intestinais, mas de doenças cardiovasculares, doenças crônicas não transmissíveis (câncer, diabetes, obesidade, dislipidemia) e alergias. Trata-se de alimento a base de microrganismos que convivem simbioticamente, e que se multiplicam quando em ambiente apropriado. Denominado latobacillus Kefir, o grão é constituído por diversos microrganismos, tais como bactérias acido-lacticas, ácido-acéticas, e leveduras capazes de fermentar a lactose. A quantidade de cada espécie depende do cultivo, transporte, e modo de preparo. O bom do Kefir é que, além de ter o mesmo papel dos probióticos, culturalmente no Brasil, ele é doado e não vendido. Dessa forma, famílias carentes têm mais chance de ter acesso ao produto”, informa.

kefir soro

Rachel fala que o método de preparo do kefir é simples. Basta utilizar 5% de grãos de Kefir em 1 litro do substrato de sua preferência. Exemplo, leite ou água com açúcar mascavo. Ou seja, 2 colheres de sopa em um 1 litro de leite ou em 1 litro água adoçada com 2 colheres de açúcar mascavo. Temperatura deve ser 25 graus. A mistura deve ficar em temperatura ambiente por 24 horas. Em seguida os grãos são separados do líquido por meio de filtro. Pode-se utilizar peneira para a separação. Os grãos podem então ser reutilizados em novo substrato. O filtrado segue para geladeira devendo permanecer por mais 24 horas. Após esse período está pronto para o consumo. Pode ser acrescentado em diversos preparos. Sucos, vitaminas, e outras formas de uso.

“Sobre aspecto nutricional, uma parte interessante, é que no processo de fermentação, há produ- ção de vitaminas do complexo B. Tem baixa quantidade de lactose”, finaliza.

Existem divesos sites e comunidades na internet que divulgam listas de doadores do kefir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X