Uma feira de artesanato e muitas histórias de vida

estand japao feincartes

A 15ª edição da Feincartes, que vai até domingo, 13, na Arena Camburi Eventos, traz mais de 100 expositores, sendo 13 de diversos países

Em seus stands, eles mostram um pouco da sua cultura e contam suas histórias de vida.

A 15ª edição da Feincartes – Feira Internacional de Artesanato e Decoração, que segue até o próximo domingo, dia 13 de agosto, na Arena Camburi Eventos, em Jardim Camburi, é muito mais que uma feira de artesanato, decoração, móveis, acessórios, roupas. Essa edição se destaca ainda mais pelas histórias de vida dos seus expositores. São mais de 100 participantes de 13 países e 11 de estados brasileiros.

Segundo a diretora da Feincartes, Maria Mathias, são mais de 30 mil produtos, entre móveis, peças decorativas, acessórios, joias e confecções. Mas sem dúvidas um outro diferencial do evento é a troca de experiência com os próprios artesãos e donos dos stands. “É um contato ainda maior com a cultura de outros países e a história de vida deles. A maioria dos expositores têm como única fonte de renda esse trabalho. Muitas histórias são tristes, de muita luta e dedicação para conseguir chegar aonde eles chegaram hoje”, explica ela.

Um dos stands em destaque é do escultor Denis Coransil. Ele saiu de Colatina, Espírito Santo, ainda criança, morou mais de 10 anos no Paraná e depois seguiu para Rondônia, onde vive até hoje. Denis Coransil trabalhou em um banco e também foi radialista. Mas foi o talento em esculpir que falou mais alto. Aos poucos começou a criar algumas esculturas como autodidata e deu início aos seus primeiros trabalhos. Largou tudo para se dedicar integralmente a arte de esculpir. Hoje ele é reconhecido nacionalmente e ganhou o apelido de ‘Mestre das esculturas’. É a primeira vez que ele participa da Feincartes em Vitória. Durante a feira, os capixabas vão ver mais do que suas peças no stand, como também terão a oportunidade de ver ao vivo Denis criando novas esculturas.

Outra história que impressiona são os artesãos da Zona Rural de Ouro Preto. Eles participam de um projeto que existe há mais de 50 anos, o D’Ouro preto. Conhecidos nacional e internacionalmente, as peças produzidas pelos artesãos já foram até figurino do Criança Esperança. O grupo existe desde 1973 e eles utilizam a técnica de pintura de agulha, e um vestido, por exemplo, pode demorar até 6 meses para ficar pronto. Durante a feira, eles também estão realizando oficinas gratuitas de bordados para os visitantes. Basta se inscrever diretamente no stand. São duas turmas por dia.

No stand do Paquistão, não são só os produtos e principalmente as sandálias que chamam a atenção. O dono do stand, o jornalista Rashid khan, há dois anos veio para o Brasil fugindo das guerras do seu país. As marcas de uma vida sofrida estão pelo seu corpo. Apesar de toda história triste, ele contagia com seu carisma. Fala poucas palavras em português, mas adora bater um papo em inglês e contar sua história. Afinal, qual jornalista não gosta de uma boa história?

estand japao feincartes

Outro stand que chama a atenção é o Senegal. O expositor participa desde a primeira edição da feira que aconteceu em 2005, ou seja, são muito anos na estrada e longe de casa do seu país de origem. Na feira também tem neto de japonês que seguiu os passos da família e passa de feira em feira mostrando a cultura e produtos japoneses.

São muitas histórias e uma imensa variedade de produtos, a maioria deles produzidos de forma artesanal e por um preço mais acessível, com opções a partir de R$ 10,00.

Dentre as participações internacionais estão países como Índia, África do Sul, Japão, Indonésia, Paquistão, Turquia, Peru, Quênia, Senegal, Egito, Equador, Portugal e Tailândia. Já entre os estados brasileiros, além de artesãos capixabas, também participam do evento estados de norte a sul do país como Tocantins, Pernambuco, Sergipe, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo.

A feira está aberta para visitação das 15 às 22 horas, todos os dias. A entrada custa R$ 8,00. Crianças de até 12 anos são isentas da cobrança do ingresso e idosos com mais de 60 anos pagam meia-entrada.

15ª edição da Feincartes – Feira Internacional de Artesanato e Decoração Data: 04 a 13 de agosto

Horário de funcionamento: Todos os dias das 15 às 22 horas

Local: Arena Camburi Eventos – Avenida Norte Sul, Jardim Camburi, Vitória.

Ingresso: R$ 8,00. Pessoas com 60 anos ou mais pagam meia. Crianças com até 12 anos e acompanhadas são isentas.

Mais informações: (27) 3209-1276 / 3209-1277

Instagram: @feira_feincartes

Fanpage: www.facebook.com.br/feirafeincartes

Oficinas Gratuitas de Bordados de Ouro Preto

Todos os dias: 1º horário das 16:00 às 17:00 / 2º horário: das 20:00 ás 21:00

Vagas limitadas a 8 pessoas por aula.

Inscrições gratuitas no stand Douro Preto. Todo o material será fornecido pelo stand.

Ministrante: Maria de Lourdes Rosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
X