Como chegar ao sucesso?


Business Coaching: Vencendo barreiras internas 

Em minhas palestras e treinamentos eu gosto muito de contar a seguinte história: Um missionário passou a viver com uma tribo aborígene na África. Todos os dias, os aborígenes andavam muitos quilômetros para trazer água para casa. Perplexo com aquele trabalho desgastante, o missionário pesquisou e descobriu um lençol de água subterrânea. Imediatamente ele foi até o chefe da tribo e contou entusiasmado a novidade: Chefe! Chefe! Descobri água no subsolo, podemos cavar um poço! Então, o chefe da tribo convocou uma reunião para discutir o assunto. O resultado da reunião foi um tanto inesperado. “Estamos tão ocupados transportando água que não podemos cavar um poço” — disse o chefe.     

É muito fácil perder o foco e a visão de longo prazo e se concentrar nos resultados semanais. Recém lançado, o filme Fome de Poder (The Founder) mostra a história de Ray Kroc, o “Fundador” do McDonald’s. Um vendedor em dificuldades que transformou um stand de hambúrgueres da Califórnia em um império. No começo foi um empreendedor pequeno, com muitos problemas, mas teve visão, foco, pensou grande, a longo prazo e trabalhou duro. Ray Kroc sobreviveu até os 52 anos de idade vendendo copos descartáveis, máquinas de milk-shake, entre outros. Até que durante uma visita, fascinado com o restaurante McDonald’s, propõe franquias aos irmãos McDonald’s, sendo dele próprio a primeira franquia. Cinco anos depois, o sucesso financeiro das franquias foi tanto, que Ray Kroc comprou os direitos dos McDonald’s. Como lições, além da importância do foco e da visão a longo prazo que o fez apostar em tendências e assumir riscos, o filme mostra também o poder da persistência e da capacidade de automotivação.      

A mesma persistência que levou o japonês Soichiro Honda a criar uma das maiores inovações do século XX. Ele sonhava em fabricar peças de motores de automóveis para Toyota, porém quando finalmente conseguiu apresentar o seu produto, foi informado que o modelo não atendia aos padrões da empresa. Passado um ano de trabalho duro, em nova reunião, foi aprovado para se tornar um fornecedor. Só faltava construir a fábrica. Aos poucos, ergueu a fábrica e iniciou a produção. Durante a segunda guerra a fábrica foi bombardeada e danificada e logo depois foi completamente destruída por um terremoto. Restou a ele entregar o seu projeto para a Toyota. Para se deslocar com a sua família depois do terremoto, acoplou um pequeno motor à sua bicicleta, começando em seguida a fabricar os ciclomotores. Honda não só fundou a maior empresa de motocicletas como popularizou o motociclismo no mundo.     

Essas são apenas algumas histórias que mostram como o foco, a persistência e a automotivação podem nos levar ao sucesso. Atuando como Business Coach, muitas vezes encontro o empresário sem foco, desmotivado, paralisado diante de uma decisão em seus negócios, passando por uma crise e sem saber o que fazer nem como fazer. A perda de motivação muitas vezes vem com a falta de planejamento. Planejamento diz respeito à capacidade do empresário de organizar e prever os efeitos de uma série de eventos, além de  determinar os objetivos da empresa e os meios de alcança-los. O Coaching é um processo que faz com que as pessoas consigam cumprir seus objetivos. No Business Coaching é trabalhado um objetivo ou uma meta de uma empresa. Vencendo barreiras internas como o medo e dúvidas; encontrando um equilíbrio físico e emocional e principalmente clareza – Saber exatamente o que quer para a  empresa e como chegar lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X