Soluções de segurança condominial.

Nizio do Bem

Por Nizio do Bem

O que e como adotar?

Há muito que o assunto segurança vem tendo lugar nas pautas de reuniões e assembleias de condomínios residenciais e comerciais.

Buscando o significado da palavra condomínio temos que é a posse ou o direito simultâneo, por duas ou mais pessoas, sobre um mesmo objeto; copropriedade, compropriedade. É aí que começa a complexidade do assunto Segurança Condominial.

A percepção e a importância desta sensação não é a mesma para todas as pessoas que habitam um condomínio e que tem o poder sobre aquele objeto. Haja vista, alguns dilemas para se tomar decisões que favoreçam ou não a segurança das pessoas e do bem comum como o da COMODIDADE X SEGURANÇA.

A proibição da entrada de entregadores de encomendas no edifício é um exemplo clássico deste conflito. Enquanto uns concordam com a medida de segurança, outros contra argumentam em virtude de terem seu conforto comprometido em ter que ir até o portão recebê-las. Algumas judicializações podem ocorrer no sentido de dirimir estas questões.

Um outro embate atual é a implantação da PORTARIA REMOTA (porteiros na central de empresa especializada) ou a manutenção da PORTARIA PRESENCIAL (porteiros no condomínio). Nesta discussão encontramos outro elenco de idéias antagônicas. Há aqueles que argumentam a favor da manutenção da atividade dos porteiros, pois a presença deles passa uma sensação de segurança e bem-estar com o atendimento pessoal, a cortesia para com os moradores e outros comportamentos. Outros argumentam a favor da economia que será gerada com a redução dos custos desta mão de obra pela substituição do sistema de Portaria Remota. E haja reunião e discussão para se chegar a um denominador comum.

Nossa análise diante destes dilemas é que o assunto é complexo e requer realmente muita discussão para se tomar a melhor decisão para o condomínio, além, é claro de buscar ajuda técnica de profissionais especializados neste tema.

O que ressaltamos é que para se implantar a Portaria Remota, que é um sistema que integra três outras tecnologias como a proteção perimetral de alarme antiviolação, circuito fechado de TV e sistema de controle de acessos, não devemos considerar como principal argumento a redução do custo, e, sim, a implantação de melhor controle e registro de acessos, o que aumenta consideravelmente a segurança dada à frieza da tecnologia para autenticar, bloquear ou desbloquear o acesso de visitantes ou prestadores de serviço, sem o envolvimento pessoal e presencial dos porteiros que desta forma estariam sempre suscetíveis às intimidações ou adulações, comuns nos condomínios e que fragilizam a segurança das operações .

Soluções híbridas de segurança e controle também podem ser adotadas como as que mantém o porteiro num determinado turno e transferem as atividades para a portaria remota em outro turno, o que agrada aos dois grupos antagônicos.

Também pode-se adotar o controle de acessos com autogestão num período e controlado remotamente em outro período, ou ainda o sistema tradicional, mais conhecido, que entrega toda gestão a uma empresa especializada (Portaria Remota).

Enfim, a tecnologia cada vez mais está à disposição para tornar a vida das pessoas mais segura. Para implantá-la, deve-se buscar o equilíbrio entre o grau de proteção e o bem estar dos condôminos.

Quando se precisa tratar da saúde procura-se um médico. Se o tema é segurança, convém procurar profissionais ou empresas sérias neste assunto.

Sobre o autor

Nizio do Bem é professor universitário, mestre em ciências sociais, especialista em inteligência de segurança pública e consultor em segurança privada.

Contato: nizio@aecconsultoria.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
X