Mosquitos: carro fumacê inicia novo roteiro em 26 bairros

A atividade se inicia no bairro Jardim Camburi

Para evitar a proliferação de mosquitos na capital neste verão, o carro fumacê inicia nesta quarta-feira (28) um novo cronograma para 26 bairros, seguindo até o dia 6 de janeiro. A aplicação espacial de inseticida tem início por Jardim Camburi, com aplicações das 3 às 6 horas e das 19 às 22 horas, até quinta (29).

Na madrugada de sexta-feira (30), a ação será realizada em Gurigica e Consolação. À noite, a partir das 19 horas, atenderá o Bairro República e Boa Vista. Na segunda-feira (2), será a vez da Enseada do Suá (de madrugada), e dos bairros Praia do Suá, Jesus de Nazareth e Santa Helena, das 19 às 22 horas.

Na terça-feira (3), serão contemplados os bairros Joana D’Arc e São Cristóvão, a partir das 3 horas, e Santa Tereza e Ilha do Príncipe, das 19 às 22 horas. Já na quarta-feira (4), o itinerário contemplará Caratoíra, Ariovaldo Favalessa e Mário Cypreste (de madrugada) e Inhanguetá e Estrelinha (à noite).

Para quinta-feira (5), os bairros contemplados com o fumacê são Da Penha, Bonfim e São Cristóvão, a partir das 3 horas. Já das 19 às 22 horas, Resistência e Conquista.

Por último, na sexta-feira (6), o carro fumacê passará, a partir das 3 horas, em Bento Ferreira e no Horto, e, à noite, em Maruípe.

O itinerário foi elaborado pelo Centro de Vigilância em Saúde Ambiental (CVSA) para os bairros onde foram registrados mais casos de dengue nos últimos 30 dias e também mais reclamações por conta da presença de mosquitos, através do Fala Vitória 156.

Tratamento

O CVSA realiza regularmente ações de controle da população de mosquitos, por meio do combate às formas larvárias e aos mosquitos adultos em todos os bairros de Vitória ao longo do ano, com a realização de vistorias, limpeza, tratamentos biológicos, monitoramento da população de mosquitos Aedes aegypti e aplicação espacial e focal em Ultra Baixo Volume (UBV), método conhecido como fumacê.

Além do fumacê, a Prefeitura realiza o tratamento dos criadouros naturais dos mosquitos silvestres e comuns com aplicação de larvicida biológico e faz visitas domiciliares, por meio dos agentes de combate à dengue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X